S11D

S11D já melhora resultados da Vale
Até o final do ano, o projeto S11D Eliezer Batista, da Vale, deverá alcançar 25% de sua capacidade projetada, que é de 90 milhões de toneladas/ano. De janeiro de 2017 (quando entrou em operação comercial) até agosto, o complexo produziu mais de 12 milhões de toneladas e a operação já está contribuindo para melhorar a recuperação global da Vale e os preços de comercialização de seus produtos, já que o minério de Carajás estão sendo usados para blendagem, no exterior, com minérios de mais baixo teor, gerando produtos que obtêm melhores preços.
É o que mostra a edição 376 de Brasil Mineral, que já está acessível online em www.brasilmineral.com.br/revista/375. A edição também mostra os detalhes das discussões do Congresso Brasileiro de Mineração, que marca o início da retomada da mineração no País, e traz um artigo sobre Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) na mineração. Confira.
Fonte: Brasil Mineral